Pênis embutido

O que é o pênis embutido?

É quando o pênis está contido para dentro do escroto e gordura pubiana. É uma queixa frequente do homem. Muitas vezes a criança tem vergonha de tirar a roupa na frente de outras e adultos podem ter problemas de auto-imagem e prejudicar a autoconfiança na relação sexual.

O pênis embutido é sinônimo de micropênis?

Não, micropênis é uma condição onde o pênis é de fato pelo menos menor dois desvios-padrão que a população em geral. Normalmente, o micropênis é associado a síndromes ou problemas hormonais. Já no pênis embutido, o tamanho do pênis é normal, porém parece menor que o habitual, pois o que fica visível é apenas um pouco da haste peniana.

O que causa o pênis embutido?

O pênis pode estar encarcerado na gordura pubiana por obesidade, alteração da fixação de tecidos ao lado do pênis ( dartos, fascia de escarpa e de colles) que o “prendem” no períneo e cirurgias prévias. 

O pênis embutido atinge adultos e crianças?

Sim, em adultos ocorre predominantemente em obesos. Muitos pacientes que se submetem a cirurgia bariátrica poderão se beneficiar de uma correção cirúrgica do pênis embutido.

Muitos adultos que acham que têm o pênis pequeno, na verdade possuem o pênis embutido e o pênis pode parecer visualmente maior com um procedimento cirúrgico.

O pênis embutido precisa de tratamento?

Na população pediátrica, normalmente não é necessária a cirurgia. Logo antes da puberdade, o garoto tende a engordar um pouco e o pênis pode parecer menor que o normal. Isso ocorre porque o que faz crescer o pênis é a testosterona, que ainda não está sendo produzida em valores elevados, já que o garoto ainda é pré-púbere. Nesse caso, quando ele se desenvolve o pênis adquire um aspecto normal.

Porém, em algumas situações mais extremas como no encarceramento após cirurgia de fimose, obesidade, ou quando a maior parte do pênis está embutida, uma cirurgia corretiva pode ser necessária.

Quais os tipos de cirurgia?

A cirurgia pode variar desde plásticas simples como a confecção de retalhos escrotais até dissecções mais extensas do pênis, associada ou não a lipoaspiração da gordura pubiana ou dermolipectomia (excisão da gordura do púbis). Geralmente a cirurgia é realizada em regime de hospital-dia, a recuperação pós-operatória é rápida e índice de satisfação com o procedimento costuma ser bastante elevado

Precisa de Ajuda? Clique